Quinta-feira, 23 de Maio de 2013

Fibras têxteis

Definição:

Entende-se por fibra têxtil, todo o elemento de origem química ou natural, constituído por macromoléculas lineares, que apresente alta proporção entre o seu comprimento e o diâmetro e cujas características de flexibilidade, suavidade e conforto ao uso, tornem tal elemento apto às aplicações têxteis.

 

História:

O homem pré-histórico utilizava as peles dos animais para se proteger do frio. Mas foi, provavelmente durante o período Neolítico, que começou a ser utilizada a lã como matéria-prima alternativa para o vestuário que usava.

Além do pêlo dos animais (fibras de origem animal), também o algodão e o linho já se usava no Egipto, na Índia e no Peru por volta de 2000 a.C.

Desde a utilização inicial destes produtos até aos nossos dias, a descoberta e desenvolvimento de novas fibras têxteis de origem natural e não natural, tem sido uma consoante.

Entende-se por fibra têxtil todo o corpo que tem um comprimento muito superior à espessura e que pode ser transformado em fios.

 

Classificação:

Fibras naturais:

Fibras de origem vegetal

São as fibras obtidas a partir de:

Sementes e frutos: algodão, coco;

Caules: linho, rami , abacá ,cânhamo, juta, malva;

Folhas: Sisal, Caroá.

Fibras de origem animal

São as fibras obtidas a partir de:

Pêlos:  lã.

Secreções: seda.

Fibras de origem mineral

Existem vários tipos de fibras de origem mineral, entre elas: a Crisotila, a Crocidolita, a Fibra de basalto e amianto.

Fibras não-naturais:

São fibras que não são retiradas prontas da natureza, são obtidas a partir de polímeros que no final são moldados em forma de filamento. Pode-se dividi-las em fibras artificiais e sintéticas.

Fibras artificiais

São fibras produzidas pelo Homem, porém, utilizando como matéria-prima polímeros naturais de origem celulósica ou proteica, estes polímeros são regenerados dando origem a novas fibras. Exs: viscose, o acetato, o Lyocel e o Modal.

Fibras sintéticas

São fibras produzidas pelo homem usando como matéria-prima produtos químicos, da indústria petroquímica. As mais conhecidas são o poliéster, a poliamida, o acrílico, o polipropileno e o poliuretano elastomérico também conhecido como Elastano, além das Aramidas (Kevlar e Nomex).

 

Propriedades:

Físico-químicas: - Higroscopicidade- capacidade da fibra absorver água ou humidade.

Condutibilidade térmica: - É a propriedade de conduzir o calor.

Brilho:- É a capacidade de algumas fibras têxteis refletirem a luz.

Sensibilidade ao calor: - Refere-se às fibras, que com o calor, derretem sem arder.

Mecânicas: -Elasticidade- é a facilidade com que o fio se deforma e regressa à posição inicial.

Espessura:- Finura- é sinónimo de óptima qualidade do tecido, obtém-se empregando fibras finas e consistentes.

Tecnológicas: - Resistência- é a capacidade da fibra em resistir a esforços de tracção e ao uso contínuo.

Regularidade do fio:- Refere-se à possibilidade de se obter na produção da fibra um fio sempre igual.

 

Aplicações:

Algodão: Vestuário, têxtil lar, lonas, e aplicações técnicas como: telas para pneus, tapetes transportadores e tendas de campismo, etc.

Linho: Vestuário de Verão e têxtil lar, fabrico de papel e artesanato, etc.

Juta: Vestuário de trabalho, sacos, plásticos reforçados, cobertores para cavalos, solas de sapato em corda, tecidos para filtros, etc.

Sisal: Fabrico de cordas, esteiras, capachos, chapéus, etc.

Lã: Vestuário de Inverno, roupa de bebé, meias, fatos, cobertores, alcatifas, etc.

Seda:  Vestuário: lenços, gravatas, lingerie, roupa exterior de luxo.

Amianto: Vestuário anti-chama, cortinas, cenários de teatro, tapetes, transportadores de materiais quentes e produtos têxteis anti-chamas.

 

 

 

 

 

 

Vídeo:

 

 Fontes:


http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAyBoAI/fibras-texteis

http://jotah.no.sapo.pt/trabalhos/tecnologica/fibraste.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Fibra_t%C3%AAxtil

http://eb23gilvicente7cet.blogspot.pt/

http://www.cardosolopes.net/Alunos/Disciplinas/ET/8_ano/fibras_texteis_classificacao_historia.pdf

http://www.youtube.com/watch?v=yHJkjuqwwAA

 

 

Trabalho elaborado por:

- Luana Félix 8ºA Nº11

- Maria Matos 8ºA Nº13

publicado por luanafelix às 15:58
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 2 de Maio de 2013

O carvão

 

 

  
   
   

O CARVÃO

   
   

 

 

Definição: O carvão é uma rocha constituída por substâncias vegetais, homogéneas que são visíveis em alguns carvões. São rochas negras, pouco densas e pouco duras, que ardem facilmente. Não são solúveis em água. É um combustível sólido de cor negra, que é resultante da combustão incompleta de matérias orgânicas.

 

História: O carvão mineral foi formado pelos restos de plantas tropicais e subtropicais.

As alterações climáticas explicam porque o carvão aparece em todos os continentes. Os depósitos carboníferos formaram restos de plantas que se acumularam em pântanos e que se decompuseram.

Existem dois métodos para determinar a composição dos carvões: a análise elementar e a análise aproximada. Os carvões classificam-se e ordenam-se de acordo com o seu conteúdo de carbono fixo. O carvão é usado sobretudo na Alemanha e na Austrália.

 

Caraterísticas: O carvão é uma rocha vegetal ou mineral. O carvão mineral pode ser turfa, linhito, hulha e antracito.

 

Vantagens: O carvão a fonte de energia mais abundante e é também o combustível fóssil mais barato. A partir de carvão pode-se produzir eletricidade. Esta fonte não depende das condições climáticas e pode ser armazenada com segurança. Os requisitos estruturais são muito menos difíceis em comparação com outros combustíveis fósseis. O carvão pode produzir uma série de subprodutos quando queimado e também reduz a nossa dependência do petróleo e gás natural.

 

Desvantagens: O carvão também tem algumas desvantagens. Uma delas é a poluição do ar porque são libertados gases quando o carvão é queimado. Outra desvantagem é a poluição sonora e degradação ambiental. O trabalho nas minas é também muito perigoso, porque existe riscos de morte.

 

 

 

 

 
 

 

 

 

Fontes: - http://www.infopedia.pt/$carvao

            - http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20070427015857AASQD6x

            - http://pt.wikipedia.org/wiki/Carv%C3%A3o_mineral

            - http://aolongofinito.blogspot.pt/2012/08/vantagens-e-desvantagens-do-carvao.html

            - http://www.youtube.com/watch?v=H-q4oY6mCec

 

 

Trabalho elaborado por:

- Inês Martins 7ºA nº11

- Silvia Touças 7ºA nº19

tags:
publicado por Inês às 12:35
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Festa de Natal de 2010 - ...

. Urânio

. Fibras têxteis

. O carvão

. ENTREVISTA A ALUNA : ESTE...

. ATLETISMO - Megas do Desp...

. Desporto escolar

. Iniciadas femininas campe...

. Radioatividade

. PREÇOS DO BAR

.arquivos

. Janeiro 2014

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Novembro 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

.tags

. a evolução do automóvel(1)

. a história do automóvel(1)

. a nossa biblioteca(1)

. atletismo(3)

. bar da escola(1)

. bispo(1)

. carnaval(2)

. carvão(1)

. clube de xadrez(1)

. concurso(1)

. corta-mato(4)

. d. elisabete(1)

. dependências(1)

. desporto escolar(1)

. entrevista(2)

. etl(3)

. festa de natal(1)

. festa de solidariedade(1)

. fibras têxteis(1)

. futsal(2)

. gás natural(1)

. grupo de dança(1)

. isaura (:(1)

. lepra(1)

. pedro e inês(1)

. pobreza(1)

. problema(1)

. problema do mês(1)

. quadras(1)

. radioatividade(1)

. são martinho(1)

. são valentim(1)

. teatro(1)

. vila do conde(1)

. todas as tags

.links

.participar

. participe neste blog

.Festa de Natal

.Escritor Parafita visita a EBI Pedras Salgadas

.Por uma causa - Mauro

.Corta-Mato 2009

blogs SAPO
RSS